sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Loneliness.



Achei que seria fácil me sobre sair dessa confusão, sem nenhum arrependimento ou nenhuma sensação de solidão. Tentei interferir no tempo, o que não tinha mais solução e quando me dou conta, estou aqui mais uma vez ao ponto de partida, já cansada de tantas tentativas. Tive razão muitas vezes e confesso que me sentia melhor quando estava sozinha. A solidão já me causava calmaria, não tinha nenhum medo, nem grandes traumas e nem a preocupação de agradar a maioria. Pensei que tomar decisões com um peito de aço e ter frases ensaiadas pronta para serem ditas me faria bem, mas o resultado não foi o esperado. Me enganei, como outras vezes aconteceram. Tentei permanecer intacta, como se uma solução iria chegar, tudo se solucionar, o tempo voltar e novamente, cada coisa em seu lugar. Ilusão! Foi e sempre vai ser em vão, não se pode interferir no tempo e dá menos espaço à quem não merecia. Mas aprendi, nem sempre pode se confiar naquele que esta próximo, pois o mesmo, sempre esta ali, colhendo as mais preciosas informações e detalhes dobre você.                                                                                                                                                                                                
(karol)

5 comentários:

  1. bah é meio assim ke eu penso, tipow um desconhecido num trai a sua confiança !
    mas é a vida neh ! ta lindo esse texto amor ! ♥

    ResponderExcluir
  2. gostei muito do texto karol :D
    parabéns :*

    ResponderExcluir
  3. está emocionante o texto e o blog *-*

    ResponderExcluir